“Sou Charles, tenho 24 anos e sou designer gráfico. Fiquei quatro anos no nordeste da Inglaterra, na cidade de Leeds fazendo meu Bacharelado, mas agora vivo em Barcelona fazendo meu Mestrado.”

O que significa ser Gibraltino para você?

Nós somos pequenos, mas pessoas fortes. Na nossa história tivemos muitas dificuldades – guerras, cercos, mais guerras e mais cercos. Somos britânicos, mas acima de tudo isso, somos Llanito. Temos nossas própria identidade, na qual é o resultado da nossa localização geográfica, onde estamos no mapa e tanto quanto as nossas origens ao redor do mediterrâneo – que eu realmente acho que nos moldou.

Porque você escolheu Spur Battery como o local para o ensaio?

Basicamente eu queria fazer algo no local mais icônico de Gibraltar, que é a pedra. Ela tem por volta de 428 metros de pedra limestone, é bem impressionante e icônico. Eu queria fazer as minhas fotos em algum local alto. Então escolhemos Spur Battery – que é o verdadeiro nome, mas chamamos de 50p porque tem o formato de uma moeda de 50p (£ 0,50) – e basicamente esse é um dos pontos mais altos dela.

Aqui era um ponto de vigia, um ponto de vantagem que eles utilizavam na guerra e eu gosto porque você consegue ver todo o Estreito de Gibraltar, que são as águas territoriais de Gib – um lado você vê Algeciras e ao mesmo tempo, Marrocos, o Norte da África. É bem legal que você consegue estar em Gibraltar e ver os dois continentes, Europa e África, tudo junto. É um local muito bonito.

Qual sua relação com tênis no geral?

Eu gosto porque eles são bonitos, sabe? Eu compro coisas que são visualmente bonitas. Normalmente essas características vem em algumas marcas, mas eu gosto de coisas que tem expressão própria. No final, tênis são mais “eu” do que qualquer outro tipo de calçado.

Quando e como sua relação com os tênis começou?

Acho que começou quando eu me mudei para a Inglaterra, porque aqui em Gib não existe uma cultura do sneaker, aliás não saberia dizer, mas na Inglaterra eles levam tênis muito a sério. Uma vez que você vai pra lá, você abre os seus olhos e isso aconteceu comigo para várias coisas – me mudando de uma cidade com 30.000 habitantes para mais de 800.000. Isso abre os seus olhos para várias coisas e definitivamente, calçados foi uma dessas coisas – você tem uma experiência de cultura e vida. E esse foi o momento que comecei a comprar mais tênis.

Qual sua relação específica com esse Adidas Stan Smith?

Mudar para Barcelona marcou um momento significante da minha vida, tanto pessoalmente como profissionalmente e esse foi o primeiro par de tênis que comprei depois de me mudar pra lá. O mais engraçado é que eu peguei eles por €1 no brechó – eles estavam em cima de uma cadeira, no canto do galpão onde tava rolando o brechó. Eles estavam meio usados, mas custava €1 e era do meu tamanho, 42.5, então óbvio que eu tinha que pegar eles.

Mesmo que eles estavam bem sujos, eu nunca teria usado (ou ter continuado usando) tênis nessas condições, esse Stan Smith todo fodido significa muito pra mim. Eles já me acompanharam em dias e noites que eu estava bêbado, em todos os tipos de becos, em chuvas e mijos, e dois nascer do Sol em um barco no Mediterrâneo.

Adidas Stan Smith
Dono: @_charlescarlos
Comprado: 2017