“Meu nome é Fernanda, tenho 25 anos e sou designer gráfica e freelancer. Sou descendente de japoneses e isso foi um dos motivos por eu ter escolhido a Liberdade. É um lugar que eu frequento muito, venho no mínimo uma vez por mês aqui pra ver meus amigos que não vejo a muito tempo. Então pra mim a Liberdade tem um significado muito grande e achei que já que é pra registrar um item que é tão importante pra mim, escolhi esse lugar por ter essa bagagem emocional.”

Fernanda, qual a sua relação com tênis no geral?

Sou muito apaixonada por tênis, não sou colecionadora mas eu curto muito. Acho que até um tempo atrás a maioria dos meus sapatos eram tênis. Acho super confortável e se eu pudesse até dormiria com eles (risos), de tanto que gosto. Prefiro tênis porque além de ter um estilo, é confortável e acho que por eu gostar muito de moda – não que eu seja uma fashionista ou algo do tipo, eu só curto mesmo –  assim como a roupa, o tênis pode ter dar uma identidade, ele pode dizer alguma coisa sobre você. Então eu sempre gosto de modelos clássicos de alguma maneiro reformado, ou algum tênis super diferentão que me deixa sem ar (risos).

Você lembra quando começou essa sua paixão por tênis?

O momento que me marcou foi indo do ensino fundamental para o colegial. Primeiro porque antes de eu mudar de escola, no colegial, todo mundo usava uniforme. Então era uma coisa muito padrão. Eu sempre reparava nos tênis das pessoas e pensando que dava pra quebrar esse padrão com eles, então foi aí que comecei a ver o tênis de um jeito diferente. Tanto é que a maioria do pessoal usava o Nike Shox, que tava super na moda, e eu achava esse modelo super feio e não entendia o porque todo mundo gostava dele. Procurava alguma coisa que era diferente e não padronizado.

Quando entrei no colegial, tive que ir para um colégio que não tinha uniforme. Podia ir do jeito que quisesse e foi aí que comecei a me interessar mais pelos tênis. Na época os meus amigos dançavam break e eles usavam muito Air Force 1 – essa foi a minha primeira paixão de verdade por um tênis. Até tentei aprender umas coisinhas do break mas não consegui muito.

Eu sabia que aqui no Brasil o Air Force 1 era muito caro. Então quando meu pai viajou para os Estados Unidos, pedi desesperadamente que ele trouxesse o tênis pra mim. Ele falou meio inconformado “nossa, mas tem certeza que é esse tênis que você quer?”, até então eu não tinha muito desses tênis grandes e eu disse “com certeza, pode trazer!”. Mandei fotos pra ele por e-mail, até porque naquela época não tinha Whatsapp né. Deu certo, ele trouxe o tênis pra mim e quando eu vi dei um abraço nele! Depois fiquei usando direto por uma semana. Meus amigos falaram tipo “agora você está entrando na equipe” e eu fiquei toda empolgada. A maioria dos tênis tem tipo uns vincos e eu percebi que isso faz um pouco de diferença na dança, foi aí que eu entendi o porque eles preferente tênis com a sola reta, porque fica mais fácil de se movimentar.

E qual a sua relação específica com esse Vans?

No ano passado eu estava com excesso de coisas no meu quarto e aquilo estava me incomodando. Sabe quando chega em um ponto que está tão desorganizado que você não consegue se achar? Aquilo me incomodava muito. Comecei a descartar as coisas que eu não queria mais e só estava guardando porque eu tinha algum sentimento. E esse tênis foi o único que estava acabado e velho, e quis continuar com ele. Eu dei o meu Air Force, mas esse ficou.

Acho que o motivo foi pelas situações que eu passei com ele. Comprei ele quando fui para o Japão pela segunda vez e comecei a pensar que eu posso fazer outras coisas de novo, eu tenho essa oportunidade, não preciso pensar que é só uma vez na vida. Depois eu fui pro meu primeiro Lollapalooza e assisti várias bandas usando ele. Então acho que fiquei lembrando de várias coisas que eu fiz com ele e não tem porque jogar fora.

E você usa ele ainda né?

Uso, mas vou ser sincera – a minha mãe sempre me falava “seu tênis tá todo feio, você vai continuar usando esse ele? Você não tem vergonha de sair com esse tênis todo rasgado?”. Ela falava tanto que teve uma época que eu até parei de usar. Ficava pensando se estava na hora de eu doar ele, isso depois que eu organizei meu quarto. Até cheguei a olhar na internet por um novo mas não achei nenhum modelo igual, fiquei muito chateada e só pensando que eu devia ter comprado dois na época e ter deixado um na caixa (risos).

Hoje mesmo eu estava pensando nas perguntas que vocês iam fazer e me perguntei se eu realmente ia ter alguma coisa pra falar dele mesmo sendo super velho. Refleti sobre o assunto e cheguei na conclusão que é sobre a aparência: ele ficou todo desgastado, eu queria abandonar, mas como ele fez parte de mim eu não posso ignorá-lo. Ele participou da minha história. Quando o Ian me convidou para participar do projeto decidi que eu tinha que voltar a usá-lo, ele tem um significado pra mim.

Você tem alguma história específica com ele?

Esse tênis é o meu primeiro Vans, ele tá acabadinho mas esta aqui ainda. Comprei ele quando fui pro Japão, no primeiro ano da faculdade. Eu estava passeando com a minha tia e aí ela me falou que tinha uns outlets e eu não dei muita bola, mas topei ir lá pra ver. A gente entrou em uma loja só de tênis e eu vi que tinha Vans.

Pra vocês terem um pouco de noção meu pai é ortopedista, e ele e minha mãe achavam que eu tinha que comprar um tênis confortável. Tanto é que o meu primeiro All Star eu ganhei de aniversário dos meus amigos. Mas eu sempre quis um Vans e nunca tive a oportunidade de comprar. Quando entrei no outlet lá no Japão, olhei a loja inteira e a maioria era tudo tênis masculino – a sorte minha é que meu pé é meio “grande”, calço 38 – e maioria dos tênis masculinos eu conseguia pegar. Vi esse tênis e fiquei muito apaixonada, mostrei pra minha tia e ela falou meio indignada “ah, você vai querer levar esse?”. Fiquei toda animada “claro, ele é muito legal! Eu quero esse aqui”, experimentei e deu super certo. Fui até o caixa pra pagar, me virei para falar japonês, e depois comecei a usar logo em seguida.

Vans Sk8-Hi
Dona: @feruholic
Comprado: 2012
Tamanho: BR37/US8

Vans Sk8-Hi
Dona: @feruholic
Comprado: 2012
Tamanho: BR37/US8