“Sou Josh, tenho 23 anos de idade, acabei de terminar 4 anos de estudo em Nottingham na Inglaterra e agora me mudei de volta para Gibraltar. Estou num período de transição de ver o que realmente vou fazer da minha vida e sei lá, acabei de me mudar de volta para casa e estou esperando pra ver qual será o próximo passo.”

O que significa ser Gibraltino para você?

Ser Gibraltino é totalmente sobre lealdade. Não acontecem ou mudam muitas coisas aqui e eu costumava pensar que isso era uma coisa ruim. Mas à medida que o tempo passa, fico mais velho e experimento coisas novas, percebo que Gibraltar é meu porto seguro. Embora o mundo lá fora às vezes possa ser cruel, existe conforto em saber que, depois de voltar para casa, seja por um dia ou por um ano, você sempre terá sua família e amigos que farão qualquer coisa por você. Não vejo meus melhores amigos durante a maior parte do ano, a maioria deles está a caminho de coisas maiores, mas quando estamos de volta, nada disso importa, nós continuamos de onde paramos – é como se tudo tivesse mudado mas em casa, é como nos velhos tempos. Nós temos uma confiança e vínculo que nunca poderá ser quebrado.

Porque você escolheu Devil’s Gap Battery como o local para o ensaio?

Perguntei para minha mãe se tinha algum lugar especial, que significasse alguma coisa para minha família – e meu pai costumava me trazer aqui quando eu era mais novo, nós ficávamos aqui por horas, escalando muito. Então é um lugar especial que temos em comum.

Qual a sua relação com tênis no geral?

Eu penso na praticidade. Não sou daquelas pessoas com vários tênis – tenho alguns pares e uso até ficarem destruídos. Tenho um Converse porque eles são muito versáteis, isso é o que procuro, por ser super confortável consigo usar com meu agasalho, ou para jogar futebol ou até pra usar no dia a dia por ser estiloso. Gosto do que é confortável, prático, adaptável, algo que dá pra usar de diversas maneiras.

Quando e como sua relação com os tênis começou?

Acho que da época que você é uma criança e só tem um par de tênis. Eu amava ficar fora o dia todo, escalar, jogar futebol, especialmente quando eu morava na Inglaterra, nós brincávamos na rua toda hora. Então acho que vem desses pares de tênis que quando eu chegava em casa, trocava os de escola pelos tênis confortáveis, que provavelmente tinham buracos neles, porque eu usava muito. Então para mim, é sobre aquele par de tênis único que eu só colocava e fazia o que queria com ele, destruía eles o máximo que podia.

Qual sua relação específica com esse SB Zoom Stefan Janoski?

Eu gosto da cor, tenho o Converse branco e tenho alguns pretos também, tenho poucos pares então eu costumo ficar com os brancos e pretos – aqueles que vão com tudo que uso. Mas acho que pra esse eu queria alguma coisa diferente, um que ficasse bom com meu agasalho e também com jeans. Como eu disse eles são diversificados e adaptáveis – e muito confortáveis – eu sinto que poderia ir escalar com eles se precisasse.

Nike SB Zoom Stefan Janoski
Dono: @josh.lombard.90
Comprado: 2017