“Meu nome é Daniel, tenho 25 anos e entrei neste game de tênis já faz uns 10 anos. Eu assistia os jogos de basquete na casa dos meus amigos, que tinham TV a cabo e a gente ficava assistindo os caras jogarem com aqueles tênis fodas. De um tempo pra cá comecei a conhecer um pessoal de fora, consegui uns contatos nos EUA e assim que comecei o game. Aí né, trabalhando pra poder comprar os tênis porque minha mãe não podia dar – na verdade ela me dava uns Qix ou Plasma, tive vários Qix.

Antes eu era maníaco por tênis, mas hoje em dia eu dou uma segurada porque vi que é uma doença isso (risos). É foda, porque se você não se controlar, você vira consumista demais. Esses dias postei três fotos de tênis e os caras vem falar “pô cara, outro tênis? você não ia parar” e eu “nego não para, nego só dá um tempo”. O lado bom de tudo isso é a amizade, a gente conhece muita gente foda. Mas é isso aí, o game é a minha vida hoje em dia.”

Diz pra gente como você começou a gostar de tênis.

Meu primeiro tênis gringo foi um Adidas Superstar, que consegui comprar de um cara que veio de fora – ele era de um tecido tipo de pano e as três listras eram douradas. Depois de um ano tive o meu primeiro Force, a gente via aqueles clipes dos caras usando e eu queria um também, mas não achava pra vender aqui, não tinha porque pouca gente curtia tênis. Foi aí que eu conheci meu amigo, ele manjava de comprar os tênis pelo eBay e foi nesse esquema que a gente começou a trazer os tênis pra cá. Pô cara, era barato, a gente pagava R$250 em um Jordan!

Foi indo, conheci um pessoal de São Paulo, a gente entrou em um grupo há 4 anos. Fomos pesquisando e estudando mais sobre as histórias dos tênis e tals e a cada dia que passa a gente vai aprendendo, o game vai mudando.

Qual a sua relação com tênis no geral?

Eu relaciono tênis muito com a infância. Naquela época que você quer um brinquedo e não pode ter, hoje em dia você pode ter o que quiser. Quando eu consigo o que quero, é muito gratificante, já que consegui pelo corre. Igual a um Air Yeezy que fiquei anos negociando até o cara falar que não ia usar mais e que ia me vender porque sabia que eu gostava. Mas quando explico isso pra alguém que não entende do game, acha que sou louco (risos), gasto dinheiro com isso porque gosto e me faz bem. Quando estou triste eu faço o que? Vou na internet pesquisar sobre tênis e aí vou melhorando. Quer me deixar feliz, me da um tênis. Todo mundo que me conhece sabe que piro nisso e que já fiz loucuras por causa deles.

Tipo o que?

Ir pra São Paulo, dormir na rua, passar perto da Cracolândia. Tô ligado que tem gente que passou mais apuros que eu, mas já fiz umas coisas que até a minha mãe ficou de
cara comigo (risos). Reservei a passagem pra São Paulo com dois meses de antecedência, ia também pra conhecer uma mina mas acabei não encontrando ela só pra ir atrás do tênis e ela ficou de cara comigo. Mas minha paixão por tênis é assim mesmo, é inexplicável.

Qual foi o corre pra você conseguir esse Jordan?

Tinha um conhecido aqui em Curitiba que tinha esse tênis de 2010 e como ele calçava US9.5, estava passando uns tênis. Infelizmente eu não conseguia pegar na época porque ele era bem maior que meu tamanho, falei que até compraria pra deixar guardado, mas eu queria usar.

Um dia surgiu o boato que iriam relançar o OG esse ano e que finalmente viria pra Curitiba! Queria 6 pessoas que ficassem comigo na fila pra dormir na frente da loja e conseguir o tênis, pedi até pra uma ex minha mas ela não quis ficar. Montei mochila, cadeira de praia, cheguei Sexta-feira às 11h da manhã. A galera desacreditou, mas eu fui o primeiro da fila, eu falei que eu iria chegar cedo. Essa foi a primeira fila de tênis aqui em Curitiba em que todo mundo dormiu na rua! A gente fez igual em São Paulo, porque lá se você não corre atrás, você fica sem, a cidade é grande e o bicho pega. No final eu vi que o Royal não foi tão disputado assim porque veio uma boa remessa, mas não ligo pra isso, pra mim o importante é que eu consegui o tênis que tanto queria.

Air Jordan 1 Retro ‘Royal’
Dono: @danieltap3
Comprado: 2017